Dia de Luta dos Professores: Da Candelária à Cinelândia, o apoio aos professores do Rio em greve

Professores

Por CSP-Conlutas

A avenida Rio Branco e ruas do centro do Rio, entre a Candelária e a Cinelândia,  foram novamente palco de manifestações no Rio de janeiro. Tomadas por cerca de 10 mil profissionais de educação das redes municipal e estadual, em greve há mais de dois meses, e por trabalhadores de outras categorias e estudantes que foram prestar solidariedade a essa luta.

Em ritmo de “Coisinha do Pai”, os educadores entoavam:

“Ô Claudinha tão mentirosa do Paes
Você vale pouco mentindo na Globo
Sem noção mentiu na Band News
Tô na rua, tô lutando
Digo mais uma vez
Olha o estrago que “tu” fez!

Após a manifestação, os professores obtiveram uma importante vitória. Os governos de Sérgio Cabral e de Eduardo Paes, que vinham assediando a categoria com o corte de ponto, viram sua iniciativa ser anulada pelo ministro do Supremo Tribunal Federal (STF), Luiz Fux, que suspendeu o corte de ponto.

A passeata ocorreu após assembleia dos profissionais de educação da rede municipal com cerca de cinco mil presentes onde foi aprovada a continuidade da greve por maioria da categoria.

Os professores da rede municipal não concordam com o plano de cargos e salários aprovado pela Câmara Municipal e sancionado pelo prefeito Eduardo Paes. Na sexta-feira (11), a Justiça do Rio já havia suspendido a sessão da Câmara que aprovou a proposta do plano. A liminar foi concedida pela juíza Roseli Nalin, de acordo com o Tribunal de Justiça (TJ), após pedido de nove vereadores, que contestaram a forma como a votação foi realizada, sem a presença de professores na plenária.

Na segunda-feira (14), a Procuradoria da Câmara Municipal do Rio recorreu da liminar. O Tribunal de Justiça deve julgar o recurso no próximo dia 21.

Cerca de 400 professores de ambas as redes também estão estão sendo alvo de processos administrativos.

Repressão – Hoje pela tarde, um ônibus que levava profissionais de educação que tinham acabado de participar da assembleia da rede municipal foi interceptado pela PM. Após entrar no veículo, policiais militares agrediram o motorista.

Assista ao vídeo da manifestação (SEPE-RJ):

cspconlutas.org.br/2013/10/da-candelaria-a-cinelandia-o-apoio-aos-professores-do-rio-em-greve/#sthash.VY3LKoCR.dpuf

Deixe uma Resposta

Preencha os seus detalhes abaixo ou clique num ícone para iniciar sessão:

Logótipo da WordPress.com

Está a comentar usando a sua conta WordPress.com Terminar Sessão / Alterar )

Imagem do Twitter

Está a comentar usando a sua conta Twitter Terminar Sessão / Alterar )

Facebook photo

Está a comentar usando a sua conta Facebook Terminar Sessão / Alterar )

Google+ photo

Está a comentar usando a sua conta Google+ Terminar Sessão / Alterar )

Connecting to %s